Cuando no pueda verte (soneto alejandrino)

Originally posted on versosconvidapropia: He de perder mi luz cuando no pueda verte, las horas de mis noches serán puro tormento, habrá sueños de hielo mecidos por el viento por mis ganas de amarte y no poder tenerte. Puede que deje el alma en manos dede la muerte por si volando llego al filo de…

via Cuando no pueda verte (soneto alejandrino) — O LADO ESCURO DA LUA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s