Ódio à inteligência: sobre o anti-intelectualismo

Henry DargerHenry Darger

“A barbárie está em curso”

Belíssimo texto de Marcia Tiburi e Rubens Casara. Diria indispensável.

Sempre que me deparo com O ensaio sobre a cegueira sinto que ele me remete à “Peste” de Camus.

Metáfora de todos os autoritarismos, “A Peste” também evoca uma espécie de estado generalizado de irracionalidade.

Em ambas as obras fico com a impressão que Saramago e Camus sugerem um paulatino retorno à “normalidade”, algo como um reencontro com a racionalidade.

O ensaio dos dois intelectuais brasileiros, Tiburi e Casara, estimula essa chave de leitura: a quebra do encanto do anti-intelectualismo pode ser não apenas o caminho para o restabelecimento da racionalidade como também uma via de acesso aos sentimentos que forjam união: alteridade, solidariedade, afeto por tudo o que é vivo.

Nada está perdido. Os ratos sairão da cidade, as pessoas voltarão a ver, desde que substituam o ódio pelo amor. (Via Geraldo Prado)

Leia o texto na íntegra: http://revistacult.uol.com.br/home/2016/10/50931/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s